Enemed 130mL

Enemed 130mL

Enemed 130mL
Enemed 130mL
image

Enemed 130mL

Todos os produtos
Informações

Enemed é um laxante de uso retal com ação rápida em dose única. O tempo médio estimado, para o início da ação terapêutica do medicamento é em torno de 2 a 5 minutos, após a sua administração.

Indicações de uso

Este medicamento é indicado como laxante. Antes de usar, retire a tampa e insira a cânula retal com a capa protetora (dispostas dentro da embalagem plástica). Com o frasco para cima, rosqueie completamente a cânula retal com a capa protetora. Segure a capa protetora, retirando-a suavemente para administração do produto.
Uso adulto. Uso retal.

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. ENEMED É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

Contraindicações

Medicamento contraindicado para pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal, insuficiência hepática, hipertensão arterial, apendicite, obstrução intestinal, colite ulcerativa e hipersensibilidade a qualquer componente da formulação. Não deve ser usado na presença de náusea, vômito ou dor abdominal. Reações Adversas: hiperfosfatemia, hipernatremia, hipocalemia, acidose metabólica e tetania. Em pacientes desidratados ou debilitados, o volume da solução administrada deve ser cuidadosamente determinado; por tratar-se de uma solução hipertônica, o seu uso pode levar ao agravamento dessa condição. Deve-se assegurar que o conteúdo do intestino seja evacuado após a administração desse medicamento. Caso não ocorra, procurar assistência médica. Seu uso repetido em intervalos curtos deve ser evitado.

Formas de apresentação

Caixa com frasco de 130 mL 

fosfato de sódio dibásico 0,06g/mL + fosfato de sódio monobásico 0,16 g/mL

Reg. Ms.: Não aplicável conforme RDC nº 199/06

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Para correta utilização deste medicamento, solicite orientação do farmacêutico.
NOTIFICAÇÃO DE MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA RDC ANVISA Nº 199/2006. AFE Nº 1.00689.0.

Se persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.